Palavras de Salvação

Mensagens de Boas Novas, da Bíblia, Como as pessoas podem alcançar a vida eterna. SEJA BEM-VINDO! A PAZ DO SENHOR JESUS ESTEJA SEMPRE CONTIGO!

23.12.06

Oração e adoração.

 

É um relacionamento com Deus, às vezes verbalizado; outras vezes, não. Como algumas pessoas têm relacionado a oração separada da adoração, podemos dizer que a oração tem mais a ver com o atendimento das necessidades das pessoas, enquanto a adoração tem mais a ver com o louvor e a reverência à Deus.

A idéia da oração aparece quando se usam palavras como: “arrepender, pedir, procurar, bater, expulsar, clamar, crer, agradecer e buscar”. Palavras como: “louvor, agradecimento, meditar, estudo, honra, glória e aleluia definem a adoração. O dízimo e as ofertas, a ajuda que damos aos necessitados e o serviço na obra de Deus, também são uma forma de adoração. São essas as atividades dos filhos de Deus na oração e adoração. Quando adicionamos a leitura da Palavra de Deus à oração e a adoração, obtemos uma forma bastante eficiente de nos comunicarmos com o nosso Deus e Pai.

A oração e a adoração nos levam à presença de Deus. Fortalecem a nossa fé para reivindicar as promessas de Deus. A oração traz Jesus – aquele que advoga a nossa causa - para o nosso lado, quando pecamos. A oração nos dará poder quando precisarmos de libertação e cura divina. Acima de tudo, a oração e a adoração manterão o amor de Deus fluindo entre Deus e nós e entre nós e o próximo. A oração e a adoração, para o filho de Deus, deve ser tão natural como a respiração.

Não podemos ter medo quando vamos à presença de Deus. O temor de Deus se expressa em respeito, reverência e atitudes corretas na presença dEle e não pecar, para não desobedecê-lo. Lembre-se de que Ele é o nosso Pai. Uma criança pode ter medo de estranhos, mas não teme a seu pai. Assim, quando oramos podemos orar com ousadia. Podemos entrar em sua presença, em nome e pelos méritos do Senhor Jesus, que fez o véu se rasgar, de cima até em baixo, na cruz, restabelecendo a comunhão entre Deus e o seu povo. Temos de estar gratos à Deus e devemos bendizer o Seu nome. (Leia o Salmo 100). É assim que Deus quer que seja, pois Ele é o nosso Pai e nós os seus filhos.

Viva Jesus!

Deus lhe abençõe!



criado por homota    14:26:13 — Filed under: Oração e Adoração

8.4.06

A armadura de Deus.

 

A fonte do poder para se combater a tentação do diabo é a oração e a adoração. Se queremos santidade, uma vida vencedora, ou vitória, devemos buscar, acima de tudo, a Deus, ao Seu reino, e à Sua vontade. Ou seja, buscamos aquele que é a fonte de tudo o que precisamos.

O que recebemos na oração e na adoração que nos ajuda nas nossas lutas? Recebemos muitas coisas importantes, entre as quais:

1 – Somos cheios com o poder do Espírito Santo , para que, quando chegar a hora da batalha, tenhamos força para lutar.

2 – Recebemos armas com as quais lutamos, e as instruções para usá-las.

Em Efésios 6.14-18 Paulo fala das nossas armas. “Estai, pois, firmes, cingindo-vos com a verdade e vestindo-vos da couraça da justiça. Calçai os pés com a preparação do evangelho da paz; Embraçando sempre o escudo da fé, com o qual podereis apagar todos os dardos inflamados do maligno. Tomai também o capacete da Salvação e a espada do Espírito, que é a Palavra de Deus; com toda oração e súplica, orando em todo o tempo no Espírito e para isso vigiando com toda perseverança e súplica por todos os santos”.

Preste atenção em duas coisas. Primeira - a armadura é espiritual e é dada por Deus para combatermos o diabo. A armadura é verdade, justiça, paz, fé e salvação. Segunda - as armas são espirituais: a oração e a Palavra de Deus. Ambas são usadas com a ajuda do Espírito Santo.

Veja, também, que a oração é mencionada duas vezes. Não podemos estar prontos para as batalhas espirituais, sem a oração. Sem ela não podemos vencer a tentação. É ela que dá o caráter, o poder, a armadura e as armas, com as quais conseguimos as vitórias.

Assim, não basta ter a espada na mão, o Espírito como ajudador e orar antes da batalha. É preciso ter a armadura de Deus para nos cobrir e proteger. É necessário ter a justiça, a paz e a alegria que só o Espírito Santo dá. Foi por isso que Jesus disse: “Buscai, pois, em primeiro lugar, o Seu reino e a Sua justiça” (Mateus 6.33). Se possuímos a armadura de Deus, o Espírito Santo nos ajudará a conquistar a vitória, quando usarmos a espada da Palavra de Deus.

Portanto, ore! Ore! Ore! Ore de acordo com as instruções de Jesus. Ore pelas coisas do reino e você vencerá todas as tentações do diabo.

Viva Jesus!

Deus lhe abençoe!

criado por homota    19:23:24 — Filed under: Oração e Adoração

5.4.06

O amor nos liberta do medo.

 

Quando falamos de demônios e de libertação de seu poder, devemos enfatizar o poder do nosso amor por Deus! Mais uma vez vemos a necessidade de adorarmos a Deus, para que o nosso amor por Ele cresça.

Vejam a situação daqueles que acreditam no mundo invisível dos espíritos, mas que não conhecem o poder do amor e da fé em Deus! Para eles domina o medo. Está por detrás de tudo o que fazem. Por causa do medo fazem uma série de leis. Não vão por um caminho se virem passar por lá um gato preto; Não passam por debaixo de uma escada; Não usam o nome de infância; Não vivem numa casa que não tenha sido preparada com “remédio” contra os maus espíritos; Não fazem sementeiras senão em um certo dia; Não trabalham se for lua cheia. Não fazem! Não fazem! Não fazem! Todas as tribos e nações tem os seus “Não se faz”, e todas provém do medo. Medo de espíritos, medo da morte!

Ora, o medo produz tormento” (1 João 4.18). Como deve ser terrível viver sob um temor constante! Essas pessoas têm medo de quase tudo! Procuram encantamentos e “remédios” para quebrar o poder dos espíritos. Procuram algo que as liberte das coisas que temem.

E isso não se refere, apenas as pessoas incultas. Muito disso se refere a pessoas educadas e que ocupam cargos elevados. O medo não habita só nos pobres e ignorantes. Ele visita escritórios governamentais, palácios, viaja de avião. O medo está em toda a parte, encontra-se em todo lugar onde há pessoas que não conhecem o poder do amor de Deus!

Você tem medo da morte? Da pobreza? Da guerra? Dos espíritos malignos? Da doença? De acidentes? De relâmpago? De furação? Da escuridão? Essas coisas nunca acabam. Ficam sempre conosco. Mas podemos afastar o medo que elas provocam. Conhecer e amar a Deus, e ter o Seu reino em nós, é expulsar o medo. Deus nos libertará do medo!

Quanto mais amamos a Deus, menos tememos. Quanto menos amamos a Deus, mais tememos. Aprenda a amar a Deus e o medo fugirá. O amor a Deus o lançará fora! É através da oração e da adoração que aprendemos a conhecer e a amar a Deus! 1 João 4.18 é um versículo maravilhoso. Ele fala do poder do Amor: “No amor não existe medo; antes, o perfeito amor lança fora o medo”.



Aquele que confessar que Jesus é o Filho de Deus, Deus permanece nele, e ele, em Deus. E nós conhecemos e cremos no amor que Deus tem por nós. Deus é amor; e aquele que permanece no amor permanece em Deus, e Deus nele” (1 João 4.15,16).

Viva Jesus!

Deus lhe abençõe!

criado por homota    19:47:14 — Filed under: Oração e Adoração

31.3.06

A nossa segurança em Jesus.

 Qual é a pior coisa que pode acontecer a uma pessoa? Alguns dirão que é morrer; outros, ficar cego ou aleijado; outros dirão que ficar pobre é pior do que morrer. Mas o que diz Deus? Ele diz: “Não temais os que matam o corpo e não podem matar a alma; temei, antes, aquele que pode fazer perecer no inferno tanto a alma como o corpo” (Mateus 10.18).

Pois que aproveitará o homem se ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma?” (Mateus 16.26).

Não escolheu Deus os que para o mundo são pobres, para serem ricos em fé e herdeiros do reino que Ele prometeu aos que O amam?” (Tiago 2.5).

Conheço a tua tribulação, a tua pobreza (mas tu és rico) ...” (Apocalipse 2.9).

O que Deus quer dizer é que existe algo pior do que a morte do corpo. Existe algo mais valioso do que as riquezas do mundo. Para podermos orar como convém, é importante sabermos que coisas tem valor verdadeiro e duradouro.

Lembra-se de quando disseram a Paulo que se ele fosse a Jerusalém seria morto? Ele respondeu: “Que fazeis chorando e quebrantando-me o coração? Pois estou pronto não só para ser preso, mas até para morrer em Jerusalém pelo nome do Senhor Jesus” (Atos 21.13). O que Paulo estava dizendo era: “O que tem importância é o que acontece ao nome de Jesus, não a mim!”

O segredo da segurança da alma é ter a vida eterna, ou seja, ter a salvação. “E a vida eterna é esta: que Te conheçam a Ti, o único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, a quem enviaste” (João 17.3). Quando conhecemos a Deus e recebemos a Jesus Cristo, temos a vida eterna, e estamos sempre seguros. Quando voltamos as costas a Deus e recusamos conhecê-Lo, perdemos a segurança que Ele nos prometeu.

A pior coisa que pode acontecer a um cristão é separar-se de Deus. Se a doença nos aproximar de Deus, ela não é maligna. Se a pobreza nos fizer confiar mais em Deus, não é má. Se um acidente nos despertar para a maneira irresponsável que vivemos, não é demoníaco. O mal de que precisamos nos libertar é aquele que pode nos separar de Deus. Se o prazer nos separa do Senhor então é maligno. Se as riquezas nos afastam de Deus, então são más. Se a boa saúde nos faz esquecer de Deus, então torna-se demoníaca para nós!

Paulo era um homem com muitos problemas. Sofreu naufrágios, foi chicoteado e apedrejado várias vezes. No entanto, ele nunca procurou livrar-se dessas coisas. Aceitou-as como parte de sua vida para Cristo. Paulo conhecia o segredo da segurança da alma! Ele tinha a vida eterna que nenhum homem podia tirar! Ele só procurava “conhecer a Cristo, e o poder da Sua ressurreição e a comunhão dos Seus sofrimentos” (Filipenses 3.10). Conhecendo a Jesus, Paulo estava seguro.

Aqueles que sabem que a oração traz segurança, são os que aprenderam a buscar o Reino de Deus acima de tudo. Eles sobreviverão aos dardos envenenados do maligno, e, perante o trono de Deus, serão chamados vencedores!

Viva Jesus!

Deus lhe abençõe!

 

criado por homota    16:38:57 — Filed under: Oração e Adoração

24.3.06

Oração e adoração.

 

É um relacionamento com Deus, às vezes verbalizado; outras vezes, não. Como algumas pessoas têm relacionado a oração separada da adoração, podemos dizer que a oração tem mais a ver com o atendimento das necessidades das pessoas, enquanto a adoração tem mais a ver com o louvor e a reverência à Deus.

A idéia da oração aparece quando se usam palavras como: “arrepender, pedir, procurar, bater, expulsar, clamar, crer, agradecer e buscar”. Palavras como: “louvor, agradecimento, meditar, estudo, honra, glória e aleluia definem a adoração. O dízimo e as ofertas, a ajuda que damos aos necessitados e o serviço na obra de Deus, também são uma forma de adoração. São essas as atividades dos filhos de Deus na oração e adoração. Quando adicionamos a leitura da Palavra de Deus à oração e a adoração, obtemos uma forma bastante eficiente de nos comunicarmos com o nosso Deus e Pai.

A oração e a adoração nos levam à presença de Deus. Fortalecem a nossa fé para reivindicar as promessas de Deus. A oração traz Jesus – aquele que advoga a nossa causa - para o nosso lado quando pecamos. A oração nos dará poder quando precisarmos de libertação e cura divina. Acima de tudo, a oração e a adoração manterá o amor de Deus fluindo entre Deus e nós e entre nós e o próximo. A oração e a adoração, para o filho de Deus, deve ser tão natural como a respiração.

Não podemos ter medo quando vamos à presença de Deus. Devemos ter temor de Deus. O temor de Deus se expressa em respeito, reverência e atitudes corretas na presença dEle e não pecar, para não desobedecê-lo. Lembre-se de que Ele é o nosso Pai. Uma criança pode ter medo de estranhos, mas não teme a seu pai. Assim, quando oramos podemos orar com ousadia. Podemos entrar em Sua presença, em nome e pelos méritos do Senhor Jesus, que fez o véu se rasgar, de cima até em baixo, na cruz, restabelecendo a comunhão entre Deus e o Seu povo. Temos de estar gratos à Deus e devemos bendizer o Seu nome. (Leia o Salmo 100). É assim que Deus quer que seja, pois Ele é o nosso Pai e nós os seus filhos.

Viva Jesus!

Deus lhe abençõe!

 

criado por homota    21:38:15 — Filed under: Oração e Adoração

21.3.06

A fraternidade dos filhos de Deus.

 

Quando nos arrependemos dos nossos pecados e confessamos Cristo como nosso Salvador, nos tornamos filhos de Deus e membros da fraternidade dos irmãos! Todos os que são filhos de um mesmo pai são irmãos. Quando dizemos “Pai Nosso” confessamos que todos os Seus filhos são nossos irmãos. “Porquanto aos que de antemão conheceu, também os predestinou para serem conformes à imagem do seu Filho, afim de que Ele seja o primogênito entre muitos irmãos” (Romanos 8.29). Pense nisso! Todos os verdadeiros crentes são nossos irmãos. Desde o princípio, o plano de Deus tem sido de que Ele possa ser Pai de “muitos irmãos” entre os quais Cristo é o “Irmão Primogênito”.

Deus divide os homens em dois grupos. Apenas dois! Aqueles que fazem parte de Sua família e os que não fazem parte da Sua família. Deus não vê o mundo como os homens o vêem. Ele não diz: “Aquele é americano, aquele é africano, aquele é branco, aquele é preto, aquele é rico, aquele é pobre, aquele é culto, aquele é inculto, etc.” De maneira nenhuma! Essa é a maneira como o mundo classifica os homens. Mas Deus não julga segundo os padrões humanos. Ele vê somente dois grupos – aqueles que são Seus filhos e os que não são. Assim, Ele olha para os homens e diz: “Aquele é Meu filho, esse também é Meu filho. Mas aquele não é Meu filho”. Nós escolhemos a que grupo pertenceremos.

Muitos não são filhos de Deus porque não acreditam em Cristo como seu Salvador. Não podem orar a Deus e dizer: “Pai Nosso”, nem são irmãos dos que crêem. Quando um crente conhece a um homem que é incrédulo não pode chamá-lo de “irmão”. Por que? Porque ele não tem o mesmo Pai e não faz parte da família. Jesus disse àqueles que se recusaram a crer nEle: “Vós sois do diabo, que é vosso pai” (João 8.44).

Por outro lado, se um crente conhece outro crente, mesmo que este seja de raça ou nacionalidade diferentes, seja negro ou branco, americano ou africano, etc., sente um amor especial pois ele é um irmão. É um membro da sua família. Para o filho de Deus, o que o separa dos outros homens não é a raça nem a nacionalidade, mas o fato de serem descrentes. Não pode estar “à vontade” com eles.

Não perca mais tempo! Venha para a comunidade dos filhos de Deus! Arrependa-se dos seus pecados, peça perdão ao Senhor e confesse, de forma audível e diante de testemunhas, que Jesus Cristo é o seu único, exclusivo, suficiente e eterno Senhor e Salvador da sua vida! Confesse com a boca e creia no coração que Jesus Cristo é o Filho de Deus e que Deus o ressuscitou entre os mortos. Procure uma boa igreja evangélica e peça para ser batizado!

Viva Jesus!

Deus lhe abençõe!

criado por homota    22:29:39 — Filed under: Oração e Adoração

18.3.06

Vamos melhorar o mundo atual.

 

O mundo não vai durar para sempre; Ele passará. Devemos orar por ele? Temos de tentar melhorá-lo? A Bíblia diz que devemos orar pelos nossos líderes e por aqueles que nos governam. As Escrituras dizem que temos de amar os nossos inimigos e orar pelos que nos perseguem (Mateus 5.44). Portanto a resposta é “Sim!”, devemos orar por este mundo. Precisamos tentar fazer deste mundo um lugar melhor para se viver. Isto faz parte da nossa tarefa como crentes.

O cidadão do céu deve ser um bom cidadão da terra. Ele acredita que deve obedecer aos governantes e as leis que regem o país. O cidadão do céu não deve violar voluntariamente a Lei. Deve pagar os seus impostos. Devemos orar para que Deus nos ajude a sermos bons cidadãos da terra. Alguns crentes têm uma mente tão “celestial” que não têm nenhum valor “terreno”. Isto não pode acontecer pois somos o sal da terra. O sal melhora o gosto da comida. Os crentes melhoram a terra. O mundo é abençoado por causa dos crentes. A sua presença traz paz e alegria. As suas orações sustentam os governantes. A sua justiça fortalece a nação. Este mundo pecaminoso ainda não foi destruído por Deus por causa dos crentes, os justos que aqui estão (Gênesis 18.23-25 e ss.).

Nós somos o sal da terra, mas a nossa “salinidade” é o conhecimento de Jesus Cristo, e a vida justa que Ele nos ajuda a viver. Só podemos ajudar o mundo, fazendo-o compreender o plano de Deus para nossas vidas. Não podemos deixar que as coisas terrenas nos façam negligenciar a tarefa que Jesus nos deu.

Precisamos orar para que as nossas afeições não sejam atraídas pelas coisas deste mundo. “Não ameis o mundo, nem as coisas que há no mundo. Se alguém amar o mundo, o amor do Pai não está nele” (1 João 2. 15). Essa é uma coisa muito importante pela qual precisamos orar, quando pensamos em melhorar o mundo e estabelecer nele um bom exemplo.

Outra coisa por que precisamos orar é para nunca falharmos em cumprir a tarefa que Deus nos deu. “Enquanto estou no mundo, sou a luz do mundo” (João 9.5). Disse Jesus quando estava no mundo e Ele é o nosso exemplo. Ele andou fazendo o bem. Nós também devemos fazer o bem. Ele orou pelos doentes. Temos de orar pelos doentes. Ele expulsou os demônios. Nós também devemos expulsar os demônios. Ele pregou o Evangelho do Reino. Nós também devemos anunciar o Evangelho do Reino. Ele disse: “Vós sois a luz do mundo” (Mateus 5.14). Ele também disse: “Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações” (Mateus 28.19).

Portanto, embora sejamos estrangeiros nesta terra, temos uma tarefa a cumprir. Pode até causar-nos sofrimento e dor, mas também causou sofrimento e dor à Jesus. Ao morrer na cruz, Ele falou do seu trabalho na terra e disse: “Está consumado!”. Depois subiu ao céu. Foi para casa! Nós, também, temos uma obra para completar. Quando a cumprirmos, poderemos alegrar-nos tal como Jesus e dizer: “Está consumado!”. Então, assim como Ele, podemos ir para casa. Que lindo dia será quando chegarmos ao céu!

Viva Jesus!

Deus lhe abençõe!

criado por homota    17:57:30 — Filed under: Oração e Adoração

15.3.06

Negue-se a si mesmo.

 

Não é fácil viver em paz com os homens. Cada um é diferente do outro. As tribos são diferentes. As nações são diferentes. As raças são diferentes. As culturas são diferentes. O mundo é feito de muitas classes de pessoas – os néscios e os sábios, os ricos e os pobres,etc. Repetimos, viver em paz com todos os homens não é fácil.

Os dirigentes mundiais e políticos estão constantemente lidando com esse problema, mas fazem muito pouco progresso. O homem levanta-se contra o homem, a mulher contra o marido, os filhos contra os pais, nação contra nação. Onde está a resposta para a paz? A resposta está em deixar que Jesus nos ajude a carregar a nossa cruz.

Jesus disse: “Se alguém quer vir após mim, a si mesmo se negue, tome a sua cruz ... “ (Mateus 16.24). A cruz do homem, portanto, é a auto negação. A auto negação é impossível para o homem que vive para si mesmo. A cruz do homem é difícil de carregar porque exige que desistamos da nossa vontade para podermos viver em paz com os outros. É por isso que os esforços que as nações fazem para a paz não têm resultados. É por isso que o mundo está cheio de ódio, guerra e violência.

O homem egoísta não desiste da sua vontade. Quer que ela prevaleça sempre. Como o mundo está cheio de homens egoístas, que colocam o “eu, a tribo, a raça, a nação” como o centro de sua vida, é certo que haverá uma luta de vontades. Acontecerão problemas e haverá conflitos e guerras. Por causa de sua falta de vontade em negar a si mesmo, são feitas as leis para que eles respeitem os outros. Ele obedece à lei mas é infeliz e fica zangado porque é egoísta. Ou, então, desobedece à lei e sofre com sanções e perseguições.

A condição para a paz, tal como Jesus ensinou, é tirar o “eu” , a família, a tribo, a nação ou a raça do centro da nossa vida e lá colocar Cristo e o Seu Reino (Mateus 6.33). Os filhos de Deus devem buscar e honrar a vontade de Deus, carregando a sua cruz da auto negação e seguindo a Jesus. Essa é uma cruz que todos os homens devem carregar. Não se pode escapar à necessidade de negar a si mesmo, para poder viver neste mundo em Paz com os outros.

criado por homota    16:58:58 — Filed under: Oração e Adoração

10.3.06

Perdoa as nossas dívidas.

“E perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós temos perdoado aos nossos devedores” (Mateus 6.12).

Essa é uma lição importante. Estabelecemos as condições para o nosso próprio perdão! Podemos perder o perdão de Deus se recusarmos perdoar os outros? Sim, podemos perder! Não será Deus amoroso e bondoso para perdoar mesmo se nós formos infiéis? A resposta é: Não, se estas palavras escritas na Bíblia são verdade. E ela são verdadeiras!
Podemos orar com um espírito não perdoador e esperar que Deus responda? Podemos adorar realmente a Deus, e ao mesmo tempo odiar o nosso irmão? Qualquer pessoa ama os seus amigos e a maioria consegue perdoar aqueles a quem ama. Mas o perdão mencionado por Jesus em Mateus 6.14,15 é em relação àqueles que nos ofenderam. Isso inclui os inimigos e os que se recusam a dizer: “Desculpe”, para nós e também se negam a pedir perdão a Deus.
Note também que Jesus não disse: “Perdoa-nos quando pedirmos perdão aqueles a quem ofendemos.” Não, é da outra maneira. Temos de perdoar aos que nos ofenderam.
Como cristãos devemos ir àqueles a quem ofendemos e pedir-lhes que nos perdoem. Mas, o perdão de Deus para nós não está baseado em pedirmos desculpas aos outros, quer eles nos desculpem ou não. Temos de pedir a Deus que nos perdôe. Talvez, aqueles que nos ofenderam, tenham se recusado a pedir perdão tanto a nós como a Deus. Isso não nos importa, façamos o que temos de fazer. Temos que lhes perdoar se queremos que Deus nos perdoe!
É muito fácil perdoar a quem pede desculpas. Mas é muito difícil dar o perdão a quem não se arrepende. De fato, sozinho não conseguiremos. O espírito humano não é perdoador. É por isso que dizemos que o perdão para aqueles que nos ofenderam só vem quando buscamos o Reino de Deus acima de tudo. Então, e só então, conseguimos perdoar os que nos ofenderam. É uma das coisas “acrescentadas” àqueles que colocam o Reino de Deus em primeiro lugar.
É um mandamento de Jesus: Perdoa àqueles que lhes têm ofendido, se quiseres que Deus lhe perdoe os seus pecados. Se, do íntimo, não perdoardes o seu irmão, o Pai celeste poderá retirar o perdão que já lhe tenha concedido. (Cf Mateus 18.35).

Viva Jesus!

Deus lhe abençoe!

criado por homota    16:55:34 — Filed under: Oração e Adoração

7.3.06

O pão nosso de cada dia.

"O pão nosso de cada dia dá-nos hoje" (Mateus 6.11).

"Dá-nos." Isso agora já parece mais com as orações que geralmente fazemos. Dá-me comida! Dá-me uma casa! Dá-me um emprego! Dá-me dinheiro! Dá-me poder! Dá-me vitória! Dá-me mais unção! Dá-me mais graça! Dá-me, dá-me, dá-me! Essa é a única oração que muitas pessoas sabem fazer. Aliás, nunca oram até precisarem de alguma coisa, e então, a única coisa que dizem é "Dá-me!"

Que vergonha! Essas pessoas pensam que Deus só serve para lhes dar o que querem. Vêem Deus como um armazém ou celeiro onde se guardam os suprimentos. Só se dirigem a Ele quando precisam de algo.

Deus prometeu suprir todas as nossas necessidades. Ele tem comida suficiente para todos. Mas Deus quer que O busquemos porque O amamos e não porque queremos que Ele nos dê algo. Deus se preocupa com as nossas necessidades. Quando oramos Ele ouve. "E esta é a confiança que temos para com Ele: que, se pedirmos alguma coisa segundo a Sua vontade, Ele nos ouve" (1 João 5.14). Não é errado querermos "coisas". O que é errado é continuarmos a querê-las, quando sabemos que não é a vontade de Deus que as tenhamos.

Deus quer algo que só nós podemos dar-Lhe. Ele quer o nosso amor e a nossa adoração. Ele quer a nossa obediência e trabalho na sua vinha. Ele se agrada e galardoa os que o buscam com fé, isto é, acreditando que Ele existe (Hebreus 11.6). Pedir coisas é apenas uma pequena parte da oração. Louvor, adoração e agradecimento devem vir sempre em primeiro lugar. O Seu nome, o Seu reino e a Sua vontade devem ter a prioridade. Foi assim que Jesus nos ensinou.

Viva Jesus!

Deus lhe abençõe!
criado por homota    15:10:40 — Filed under: Oração e Adoração

Older Posts »
Report abuse Close
Am I a spambot? yes definately
http://homota.blog.terra.com.br
 
 
 
Thank you Close

Sua denúncia foi enviada.

Em breve estaremos processando seu chamado para tomar as providências necessárias. Esperamos que continue aproveitando o servio e siga participando do Terra Blog.